As ilhas dos Açores diferem umas das outras e cada uma tem o seu encanto individual.

Há também diversidade nos seus solos, que se reflete nos vinhos que produzem, cada um com o seu caráter especial.

 

A sua origem vulcânica confere ao terreno algumas propriedades específicas, que estão ligadas à fase de atividade vulcânica que os criou, desde a crosta vulcânica e os fluxos de lava “lajido” até às zonas arenosas com depósitos de cinzas.
Estes terrenos únicos, combinados com a influência do mar, a latitude e o trabalho manual dedicado, criam vinhos únicos com características distintas.

ILHA DO FAIAL – Cinzas Vulcânicas e fluxo de lava

 

A terra, onde as cinzas das erupções foram depositadas há 62 anos, caracteriza-se por uma composição mineral única, associada a uma excelente drenagem e a um microclima especial.

ILHA PICO – Lajido

As vinhas são plantadas no lajido, onde a crosta de lava formou-se ao longo de séculos, após a erupção do vulcão, com baixos níveis de produção que se caracterizam por uma alta qualidade.